Amsterdam e Rotterdam para a Fred. Olsen Cruise Line


Já se sabia há algum tempo que a Holland America Line tinha colocado à venda os navios mais antigos da rota como consequência geral da crise na indústria dos cruzeiros que começou com a pandemia de Covid-19. Encontrou-se um comprador, que opera no mercado inglês, a Fred. Olsen Cruise Lines.

O Amsterdam e o Rotterdam deixarão a frota e juntar-se-ão à Fred. Olsen Cruise Lines passando agora a chamar-se MS Bolette e MS Borealis. De facto, é característico da empresa inglesa ter navios cujo nome se inicia pela letra B.

“Esta compra – especifica a empresa – é parte integrante de um projecto de optimização da frota da Fred. Olsen Cruise Lines com um complexo de cabines de alto desempenho e grandes espaços públicos; estes navios irão melhorar a rentabilidade da Fred. Olsen Cruise Lines, assim que as operações possam ser retomadas com as devidas medidas de saúde e segurança. Espera-se que a entrega tenha lugar no Reino Unido até Setembro 2020″.

Face à aquisição, dois dos actuais navios da frota britânica devem abandonar a empresa, mas os seus nomes ainda não foram divulgados. É provável que, no caminho da modernização empreendida, sejam também os mais antigos: Black Watch (1972) e Boudicca (1973). Tal também aumentará o número total de camas na frota, dada a maior tonelagem dos futuros navios adquiridos.

Informações e Comentários da Fred. Olsen Cruise Lines, com fotografias, vídeo, opiniões e conselhos em Cruising Journal.

Gabriele Bassi

Comments