Costa Smeralda…para descubrir


Descobrimos o novo carro-chefe da Costa Cruzeiros, Costa Smeralda, na chegada a Savona para iniciar um longo ciclo de cruzeiros no Mediterrâneo.

 

Com um raio de sol num dia com Alerta Vermelho. Assim me pareceu o Costa Smeralda na sexta-feira, dia 20 de dezembro. Assim que ultrapassamos a zona da Margonara o navio apareceu majestosamente. Um impacto visual notável para alguém que, como eu, estava habituado a ver atracados os irmãos mais novos da casa Costa Cruizeiros. Com os seus 337 metros de comprimento e 20 convés, a nova aquisição da frota Costa rapidamente monopolizou o olhar dos condutores que chegavam a Savona, incluindo o meu.

Após um rápido check-in fui recebido no interior do Colosseo, um anfiteatro com três andares que substitui o átrio clássico com elevadores panorâmicos do estilo Farcus. Este é o primeiro navio para clientela ocidental assinado por Adam D. Tihany, um Designer de Hotelaria, considerado em 2001 pelo The New York Times como um dos melhores arquitetos de interiores do mundo. O objetivo do diretor criativo, que coordenou um conjunto de empresas de arquitectura de várias partes do mundo, era realçar como são vistas as belezas italianas por olhos estrangeiros. A experiência foi levada à perfeição: o Costa Smeralda surpreende com os seus ambientes refinados e elegantes, ligados por um único fio condutor: a beleza de Itália.

A vida interna do navio concentra-se no convés 6, 7 e 8, inteiramente passáveis de proa para popa. Aqui encontramos os restaurantes principais: em particular, destaca-se o restaurante Arlecchino, que possui várias salas mobiladas de maneira diferente. Uma novidade agradável pode ser encontrada na recepção do convés 7: já não será necessário esperar na fila. Será possível tirar um número e esperar confortavelmente numa área adjacente, que inclui um bar.

Um pouco mais à frente, encontramos o primeiro museu dentro de um navio de cruzeiro: o CoDe. Quatrocentos metros quadrados que mostram produtos fabricados em Itália através de objectos de design que vão desde poltronas elegantes, bicicletas, roupas a objectos feitos pelos melhores artesãos. Os amantes da economia verde ficarão felizes em saber que na loja de fotos será possível visualizar e solicitar fotos do cruzeiro em vários tablets.

A beleza da cozinha italiana está representada no interior do restaurante buffet, onde existem vários cantos temáticos. Não se esqueça de ir à confeitaria para degustar algumas delícias, onde pode aproveitar e tirar uma foto esplêndida, já que a sua forma arredondada lembra um carrossel clássico e elegante. Para os amantes da música Jazz, recomendo o bar Quelli della notte, com um ambiente retro, onde pode passar o serão. E a praça Trastevere, que reflecte a história do navio, onde consegue desfrutar de um óptimo gelado na gelateria Amarillo, comer um aperitivo veneziano típico no Al Bacaro ou assistir a jogos no Sports Bar. A partir desta praça, pode também aceder aos dois restaurantes de luxo do navio: o Panorama (reservado para as suítes) e o Bellavista (Restaurante Club).

Cores pastel e motivos geométricos caracterizam as novas cabines, mais pequenas que nos navios irmãos, mas admiráveis com os seus interiores. O estilo minimalista é perceptível na opção de remover o armário do bar e pelo novo conceito de mesas de cabeceira. A surpresa é encontrada nas casas de banho: a cortina é substituída por uma bela janela de vidro rodeada de paredes brancas como mármore. Experimente o “Terraço à beira-mar”. Aqui será possível apreciar a relaxante vista do mar dentro de um “jardim de inverno”, localizado entre a área da noite e a varanda com vista sobre o mar.

O Costa também pensou nas famílias: além das áreas de Squok e Teen Zone, foi criado um Lunapark e um restaurante dedicado a pais e filhos com mesas ao ar livre na praça de Espanha.

E o Spa? Gostaria de me perder dentro da excêntrica piscina coberta. Elegante e moderna, com um toque histórico ditado pelas bocas de leão que lembram os banhos romanos. O percurso inclui saunas, áreas de relaxamento, sala de sal e banho turco até chegar à jóia: a sala de neve. Abrindo a porta da sala, a neve fresca e as paredes de pedra levam a nossa mente até um chalé na montanha com vista sobre o mar. “La Spiaggia” é encantadora, uma piscina com cobertura móvel, com escadas laterais que levam às quatro hidromassagens de vidro e áreas de relaxamento com vista sobre o mar. No centro, existe um palco à beira da água para os amantes de música. No andar superior está o Nutella Bar, paragem obrigatório para os mais gulosos.

Costa Smeralda é um navio muito grande que se explora em vários dias. Quanto a mim, não vejo a hora de voltar a bordo do cruzeiro, para experimentar tudo o que fotografei e me sentir novamente em casa.

Não perca o Álbum de Fotos e todas as críticas do Costa Smeralda no Cruising Journal!

Martina Macciò

Comments

Últimas reportagens