Estar a bordo: o prazer de um cruzeiro


Já viajei algumas vezes de cruzeiro… Acredito ser algo viciante, porque mal desembarco e já penso na próxima viagem! Às vezes perguntam o porquê de tantas viagens, nos mesmos navios, e até para os mesmos destinos. Nunca havia parado e pensado nessa questão. Porém, acho que a resposta está, particularmente no amor ao mar. Quem viajou sabe como é bom apreciar aquela infinita imensidão azul, que faz o olhar se perder no horizonte; aquela brisa fresca com cheiro de maresia a todo momento; o barulho relaxante das ondas ao encontro do casco… Tudo isso se reúne em uma atmosfera única e fascinante.

E não para por aí. Há algo muito singular na viagem de cruzeiro, que é a comodidade. Não existe a possibilidade de ficar carregando malas e mais malas, indo de um ponto a outro, fazendo check in e check out em cada lugar que se para. Não! Navio é sinônimo de relaxar. Você despacha sua bagagem, faz o seu check in e já está pronta para estar a bordo, desfrutando de cada momento, cada sabor e cada aconchego. Evidentemente que em alguns cruzeiros você terá mais ou menos calma, depende do seu destino e também do estilo da companhia escolhida. Mas a verdade é que a vida a bordo permite um momento de conexão com a gente, com o mar. Estar a bordo de um navio é a certeza de sorrisos, conexão interna e paz! Então, em um breve pensamento sobre os porquês, destaquei esses, mas na certeza de que existem muitos outros também.

Marina para Vida de Cruizeiro

Comments

Últimas reportagens